A Xilogravura Popular – xilógrafos e poetas de cordel, reuniu um expressivo conjunto de xilogravuras criadas por artistas populares ligados ao Cordel. A profusão temática reunida na exposição realizada no Museu Nacional da República, em Brasília (novembro de 2018- fevereiro de 2019) mostrou a extraordinária riqueza do imaginário popular do sertão nordestino. Foram também mostradas obras de artistas plásticos que, embora não façam parte da denominada arte popular, produziram xilogravuras com linguagens de ‘parentesco’ com o Cordel. A maioria das gravuras expostas, apesar de retratar histórias criadas por poetas populares e apresentar personagens e alegorias vinculados aos folhetos de Cordel, foi feita para ser apreciada como obra de arte autônoma e não mais como ilustração dos folhetos, que obedeciam ao pequeno formato dos clichês de 15 x 10,5 cm.

A exposição revelou o enorme interesse do público pelo tema: teve mais de 120 mil visitantes em menos de três meses

Camarotti divulga a exposição Xilogravura Popular Brasileira na GloboNews:
Clique aqui